Festa de casamento: 5 dicas para economizar sem perder o estilo



Aprenda com especialistas como realizar uma festa de casamento simples, barata e muito elegante

Em se tratando de festa de casamento, nem sempre altos investimentos são sinônimos de estilo e elegância. Como recomendam especialistas, um casamento perfeito é aquele no qual a alegria dos noivos fica evidente e seus convidados são bem acolhidos.

“Muita informação pode fazer com que itens de uma decoração briguem entre si e nada se sobressaia. O menos é sempre mais“, reforça mestre de cerimônia e celebrante de casamentos.

Para assessora de eventos e cerimonialista, qualquer evento deve ter a personalidade do dono. “Quando o casal é elegante, é natural fazer uma festa com personalidade, estilo e até sofisticação. O elegante é o simples, o menos e não a ostentação”, afirma profissional.

Parece muito tranquilo ao ouvirmos os especialistas, mas, e na prática? Será mesmo possível realizar uma festa de casamento bem próxima dos sonhos dos noivos sem ficar no vermelho?

Necessário, somente o necessário

Ao pensar em festa de casamento deve-se listar prioridades. “Comece por descartar o desnecessários, aquilo que grande maioria dos convidados nem percebe”, orienta profissional.

Ao mesmo tempo, a assessora de eventos reconhece que cada casal pode considerar algo desnecessário como extremamente fundamental. Assim, é sempre indispensável uma lista do que os noivos não querem abrir mão, contra outra na qual haja itens dispensáveis, fáceis de cortar.

Os itens fundamentais numa festa de casamento são:

  • Boa comida;
  • Bebida suficiente e gelada;
  • Música animada;
  • Decoração com a personalidade;
  • Registro fotográfico de qualidade;
  • Bolo.

O que é absolutamente desnecessário e os convidados nem percebem:

  • Brindes ou lembrancinhas de casamento;
  • Presentes para padrinhos;
  • Caixas de doces elaboradas;
  • Chinelos caríssimos;
  • Livros de assinatura;
  • Cabines de foto;
  • Filmes editados no dia;
  • Bandas.

Dicas para uma festa de casamento econômica

Para realizar a festa de casamento ideal e sem gastar muito, a dica principal é planejar. E este planejamento deve ser a longo prazo.

“Obviamente, se optar por casar em menos de seis meses a encontrar um profissonal que atenda o desejo e o bolso do casal fica mais difícil”, alerta assessor.

Então, vamos às 5 dicas dos especialistas para uma festa de casamento bela e sem gastar muito.

1) Faça você mesmo

Atualmente, existem muitos sites que oferecem o chamado “faça você mesmo”. São dicas de decoração que farão com que a noiva, e o noivo também, preparem as lembrancinhas de casamento, itens da decoração e até mesmo os convites. E também há os amigos. Um se arrisca como fotógrafo, outro como decorador, tem a tia que faz trufas maravilhosas e se ofereceu. Até aquele primo tão culto, sensível e com o dom da oratória pode ser o celebrante. Na busca do “faça você mesmo”, em geral os noivos surpreendem-se com a quantidade de gente disposta a ajudar para realizar um sonho. Até casa emprestada para a festa de casamento pode se conseguir…

2) Vestido segundo aluguel

Não se importar de abrir mão de um vestido de noiva que segue tendência e usar um vestido de segunda mão é outra opção. Cada noiva é única. Além disso, a decoração e alguns detalhes como aplicação de renda ou uma outra “artimanha” – como um véu novo, feito especialmente para a ocasião ou o próprio buquê – podem mudar completamente uma peça já usada.

3) Cardápio simples 

O buffet de casamento é sempre o ponto nevrálgico da festa de casamento. Boa comida é praticamente o que vai fazer a diferença no agrado aos convidados. “Um cardápio requintado, com nomes impronunciáveis, pode não agradar e custar muito. Mais vale a fartura deliciosa do que o requinte sem sabor”, alerta profissional do ramo.

4) Convidados reduzidos

A grande preocupação dos noivos é com a lista de convidados. Por isso, os miniweedings estão cada vez mais em alta. No máximo 60 convidados, e apenas pessoas próximas e importantes. É duro cortar o cara gente boa que te atende no café da esquina, mas será preciso.

5) Abrir mão de “modinhas”

Hoje é comum vermos em fotos as passarelas espelhadas, que conduzem até o altar. Mas o custo de um item como esse pode roubar o orçamento de outros detalhes que deixarão a cerimônia e a recepção mais completas. Também há de se considerar que:

  • bandas são mais caras que DJs;
  • casamentos que unem a cerimônia e a recepção num mesmo local também economiza na decoração e locação dos espaços;
  • e a modinha de distribuir badulaques, como máscaras e apitos, dura, no máximo, 15 minutos na pista – logo, um gasto inútil para agradar apenas alguns.

 

Fonte: A Revista da Mulher