Ficou noiva no fim do ano? Os quatro passos iniciais para organizar seu casamento



É bem mais comum do que a gente pensa: durante as festas de finais de ano, rolam muitos pedidos de casamento. Isso porque, para aqueles casais que moram longe de seus familiares e se reúnem no Natal ou no Ano-Novo, esse momento acaba se tornando perfeito para a ocasião. E aí a noiva já passa a querer começar a planejar cada detalhe do grande dia.

Aqui a gente reúne os quatro primeiros passos de um ótimo planejamento de uma festa de casamento. Para estas etapas, não é necessário contratar nenhum profissional, mas é uma tarefa que muita dedicação e tempo dos noivos. #aproveitaasférias

DEFINA O ORÇAMENTO

Estipulem quanto estão dispostos a gastar. Veja se os pais irão ajudar de alguma maneira e qual será a quantia. É importante que esse valor esteja claro para o casal, não vale usar as economias definidas para outras conquistas sem o consentimento de ambos, combinado?
Dica: liste os cinco itens mais importantes no casamento para os noivos e que consequentemente estão propensos a investir mais.

ESCREVA A LISTA DE CONVIDADOS

Antes de saírem colocando todos os nomes em um planilha de excel, estipulem critérios para as pessoas serem convidadas ou não. Isso irá facilitar a criar a lista com mais coerência e sem culpa.
Dica: após o casal ter definido esses critérios, divida-os com os pais. Eles com certeza pretendem convidar algumas pessoas, principalmente se eles estiverem ajudando no orçamento. Sejam francos para evitar futuros problemas. Peçam que eles consultem a opinião, orçamento e planejamento de vocês antes de saírem convidando.

REÚNA AS INSPIRAÇÕES

Essa é uma das partes mais divertidas. Buscar referências e inspirações é importante para ajudar o assessor do casamento a traduzir melhor o estilo que os noivos desejam. Porém, algumas noivas começam a se sentir perdidas durante essa busca, pois não conseguem fazer a conexão ou visualizar como tudo que querem pode ficar harmonioso. Deixe isso de lado, pois o assessor junto a um decorador irá tomar conta disso. Após, essa pesquisa ficará mais fácil para os noivos definirem se querem um casamento na praia, no campo, ou numa casinha de sapê.
Dica: envolva o noivo nessa pesquisa. Não precisa pedir para ele procurar no pinterest, mas mostre as imagens que você selecionou para cada item e veja quais as reações dele.

ELEJA PADRINHOS E MADRINHAS

Decidam quantos e quem serão os padrinhos e madrinhas. Não precisam ser necessariamente familiares, e não existem regras quanto a quantidade. Importante: apesar de não termos regra para quantos padrinhos e madrinhas deve ter no altar, pense que tudo deve estar em harmonia. Não é interessante esteticamente ter três casais de um lado e dois do outro.

Feito esses primeiros passos, o planejamento para o grande dia com certeza começou com o pé-direito.

 

Fonte: Donna

Como escolher a sua aliança de casamento em 6 passos



As alianças de casamento vão acompanhar o casal por toda vida. Por isso, escolhê-las com cuidado é importante para não ter arrependimento mais para frente. Veja alguns pontos que devem ser levados em conta antes de comprar destes acessórios que carregam uma simbologia tão importante (a da união do casal).

1. Nada de pressa
O ideal é reservar uns dois meses para que, juntos, a noiva e o noivo possam pesquisar com calma as alianças. Visitar várias lojas, experimentar diferentes modelos e considerar o custo de cada um são atitudes inteligentes. Alianças feitas sob medida levam mais tempo. Neste caso, procure um joalheiro seis meses antes.

2. Respeite o gosto de ambos
Mesmo um casal apaixonado e em perfeita sintonia para uma vida a dois pode ter gosto e estilo diferentes. Para que a procura pela joia perfeita não se torne um pesadelo para os noivos e nem motivos de briga, um modelo mais simples acaba sendo uma saída razoável. Não vale a pena calar-se durante a compra para fazer o gosto de quem se ama, afinal, o anel de compromisso ficará para sempre no dedo. Uma dica importante: considere no estilo geral do casal. Juntos são mais básicos, modernos ou clássicos?

3. Clássicos são clássicos
O tempo passa e, o que é moda hoje, pode ser antiquado em quinze anos. Um modelo atemporal acaba sendo a opção com menos margem de erro.

4. Considere o preço
A maneira mais prática de escolher a aliança de casamento é começar pelo preço. O par de uma aliança fina de ouro e sem detalhes pode custar entre cerca de R$ 400 a R$ 800. Um modelo mais trabalhado, com brilhantes e pedras preciosas, pode chegar a R$ 4.000 (cada anel). O ideal é que os noivos invistam até 5% do orçamento do casamento para a compra das alianças.

5. Qualidade é importante
Analise o modelo, verificar se o material é resistente ou se costuma escurecer com o tempo: é importante prestar atenção a estes detalhes. Joalheiros indicam alianças de ouro e platina, já que são metais nobres e não há riscos de serem danificados. Se as alianças forem de ouro, a preferência deve ser pelas de 18k, o que significa 75% de pureza.

6. Anatomia da mão também conta
Pessoas com dedos finos ficam melhor com alianças achatadas, assim como aliança muito fina não cai bem para quem tem mão grande e gordinha. Para aqueles que têm dedos compridos, alianças com design diagonal dão uma ideia de largura maior, e para quem tem mão pequena, a dica é que a jóia tenha diversas pedrinhas, colocadas em linha. Dedos mais grossos podem usar alianças largas, mas que não sejam arredondadas.

 

Fonte: UOL Mulher

Veja o que é preciso saber para organizar casamento na praia



É um sonho para muitas mulheres e é uma cerimônia que pode ser realizada em diversos estilos. Romântico, moderno ou clássico, os tipos de decoração podem ser adaptados aos mais variados ambientes, como campo, cidade ou praia. Realizar a união de frente para o mar tem sido escolha constante de muitas noivas, que contam com melhor infraestrutura do que há alguns anos.

Muitas praias, principalmente do litoral norte paulista, já contam com fornecedores na cidade, o que acaba barateando o custo para os noivos, que não precisariam gastar com fretes. Entretanto, a festa na orla pode não ser mais em conta do que na cidade, visto que muitas já são suntuosas e não tem mais o clima de lual.

Burocracias
A cerimônia que acontece de frente para o mar, ao por do sol, é realmente linda, mas, demanda organização e antecedência. Caso os noivos optem por realizá-la em uma praia pública, devem saber que não estarão livres dos olhares curiosos e precisarão, antes de mais nada, de um alvará da prefeitura para a utilização do espaço. “Costumamos dar entrada com o pedido na prefeitura um mês antes do casamento, mas recomendamos que o casal evite os meses de alta temporada e feriados, pois além dos hotéis terem tarifas mais caras, os convidados enfrentarão estradas lotadas, fila na balsa e outros estresses”, contaram as profissionais de eventos.

Também é fundamental ter um “plano B” para o caso de mudanças no clima. Profissional de eventos disse acreditar que a utilização de uma tenda na festa é sempre bem-vinda, pois protege tanto do calor do sol quanto da possibilidade de uma chuva inesperada. “Não podemos arriscar. Se não temos a opção das coberturas, temos que ter um espaço físico coberto para o evento”, contaram as meninas da Ilha de Eventos.

Etiqueta
“Tem muito casal que acha que pode convidar 500 pessoas que apenas 200 aparecerão, já que o evento será em outra cidade. Isso não é real! Como os convites são entregues até 60 dias antes do evento, as pessoas se programam para conseguir ir ao enlace”, lembram profissionais.

A consultora de eventos citou que os noivos devem bancar o transporte e a hospedagem de alguns de seus convidados, como pais, avós ou padrinhos. “Se não forem pagar a viagem para todos os convidados, também é bacana que abram o jogo e digam que conseguiram preços especiais em hotéis e pousadas na cidade”, destacou.

Se os noivos não vivem na cidade onde farão a festa, também é imprescindível que indiquem alguns serviços aos seus convidados, como salões de beleza, lojas de aluguel de roupas, pontos de táxi etc. “Hoje em dia, o melhor meio de fazer isso é montando um site do casamento. Se os noivos não quiserem gastar com isso, podem optar por um blog, sempre atualizando as informações e indicando mapas, restaurantes, salões etc. Eles podem indicar o endereço do site no convite e colocar no endereço eletrônico os locais onde estão as listas de presente, como os amigos e familiares poderão fazer a confirmação de presença etc”, propôs profissional.

Embora estejam se popularizando, casamentos na praia ainda são novidade para muitos convidados e, por isso, é fundamental que os noivos indiquem no convite qual o traje que deve ser usado no evento. As assessoras da Ilha de Eventos recomendaram o social sem gravata, como calça, camisa e blazer para eles e vestidos curtos ou médios, lisos ou estampados para elas.

O traje da noiva é um capítulo à parte. As profissionais sugeriram evitar brilhos e salto agulha. “Ela deve evitar o uso de véus longos, principalmente se ventar bastante na praia, para que não levante areia em cima dos convidados”, destacou profissional do ramo, lembrando que o casal pode – e deve – pesquisar como o vento se comporta ao longo do ano na praia escolhida, assim como as marés, para evitar que a festa acabe antes da hora por “motivos de força maior”.

O que servir
As profissionais comentaram que a recepção varia de acordo com o gosto do casal, mas, caso seja realizada no litoral, é bacana servir ao menos um prato à base de peixes ou frutos do mar para combinar com o ambiente. Doces também são sempre bem-vindos, mas é preciso atenção com os que levam frutas frescas, para que não azedem, e com os de chocolate, para que não derretam.

Para beber, água de coco, sucos de frutas, refrigerantes e água são boas pedidas. Nos alcoólicos, coquetéis, prosecco bem gelado, whisky, caipirinhas e até mesmo cerveja podem ser oferecidos aos adultos. “Não acho que cerveja combine com casamento, mas vai muito bem com praia”, falou a profissional.

Quando casar
A melhor época para realizar um matrimônio no litoral é na primavera, entre os meses de setembro e novembro, quando a temperatura está agradável e não há tanta possibilidade de chuvas. “Nos demais meses, a incidência de chuvas é maior ou faz muito frio ou venta demais ou faz muito calor como entre dezembro e fevereiro”, enfatizou.

 

Fonte: Terra Mulher

Como planejar o casamento dos sonhos sem sofrer com a crise financeira



Você ficou noiva e tudo o que consegue pensar é que o orçamento está totalmente comprometido? Calma, a festa dos seus sonhos pode ser conquistada com um bom planejamento financeiro e a escolha certa de fornecedores.

Definir a verba para o seu casamento: “Você precisa saber o quanto pode gastar no seu Grande Dia. Não se esqueça de que ninguém vive de amor e uma casinha de sapê ( como bem diz a música ). Vocês precisam de uma casa para construir uma vida a dois. Monte uma planilha com todos os itens que o casamento precisa ter, tais como: buffet, bolo, vestido, sapato, terno do noivo e etc. Delimite, baseado no seu orçamento total, até quanto você pode gastar com cada item. Assim ficará mais fácil na hora de escolher.
Quem vai à festa: “A lista de convidados deve ser feita sempre com muito cuidado. Dê prioridade para as pessoas que você realmente deseja encontrar na sua festa. Preparar o quanto antes a lista de convidados. É a partir da quantidade de pessoas que saberá o principal custo do casamento”.

O horário do casamento: “Casar de manhã ou de tarde podem ajudar a reduzir os custos com bebidas alcoólicas, por exemplo. O buffet também pode acabar sendo mais barato se a festa tiver um menu mais tradicional e não temático”.
Lista de presentes: “Em alta os sites colaborativos, onde os convidados depositam dinheiro ao invés de presentes, podem ser uma ótima opção para pagar os custos da festa ou da lua de mel”.

Padrinhos e madrinhas: “Ao invés de presentes caros, peça para que eles ajudem a pagar algum item da festa. Mas lembre-se, o valor deve ser sempre dentro do orçamento deles, é deselegante pedir para que uma pessoa querida dê presentes caros. E você também não deve convidar apenas pessoas pela conta bancária”.

Cerimonia religiosa e festa: “Você pode unir as duas coisas em apenas um ambiente e economizar com a locação de dois locais. Além disso, a decoração também ficará mais barata em apenas um lugar”.

Pesquise: “O segredo da economia pode estar na pesquisa. Veja quais são as flores da estação. Busque o máximo de fornecedores possíveis, converse com outras noivas e busque por bons serviços que estejam dentro do seu orçamento”.

Tudo pronto: “A mais importante: Deixe tudo pronto até 10 dias antes do evento para você não surtar! E divirta-se com os preparativos sem brigar com tudo e todos. Tente ser flexível”.

 

Fonte: R7

Festa de noivado não precisa ser tão cara quanto a de casamento



Todo mundo sabe que casamentos exigem preparação e vários cuidados, mas e a festa de noivado? Da mesma forma, o evento deve ser planejado com dedicação para que não afete o orçamento do grande dia, mas, que ainda assim, possa render elogios e recordações memoráveis aos convidados.

Noivados representam o momento em que o casal está pronto para amadurecer o relacionamento e formar uma família, e surgem como um aviso de que logo a união matrimonial será feita. E para isso é preciso comemorar!

No tempo das avós e bisavós, era costume o pai do noivo pedir a mão da noiva para a família dela. Atualmente, a maioria das pessoas escolhe fazer disso uma grande festa, sem tantas regras tradicionais e de forma mais despojada.

Veja seis dicas para organizar seu noivado sem gastar tanto e transformá-lo em um momento único e especial. Confira!

  1. Geralmente, as famílias dos noivos oferecem um jantar ou uma recepção simples, que pode ser organizada de forma descontraída ou mais tradicional. De todo jeito, determine o local e as informações básicas, como data e horário. Nesse momento, é hora de investir tempo para conseguir preços melhores, então, busque por horários e datas alternativas – uma boa opção são os períodos da manhã e os dias de semana, principalmente, sexta-feira.
  2. Para que o noivado tenha a cara de vocês, opte por algum tema específico para fazer a decoração. Inspire-se em filmes, músicas ou algum momento divertido que tenham passado para deixar ainda mais personalizado.
  3. Como as festas de noivado, geralmente, têm menos convidados – apenas pessoas próximas –, você pode preparar as próprias comidas do buffet ou contratar um serviço reduzido para o dia. O fingerfood, ou petisco para comer com as mãos, tem sido uma ideia muito utilizada e que costuma custar menos do que jantares elaborados.
  4. Muitas pessoas perguntam se é preciso enviar convites para a festa de noivado; a resposta varia de casal para casal. Se quiser oficializar a “convocação”, escolha modelos simples e fornecedores que façam o serviço pela internet e entreguem em casa. Outra alternativa é elaborar pela internet um convite online bonito e, além de tudo, moderno. Esse caminho custará pouco ou quase nada, e como todo mundo está conectado hoje em dia, pode ser uma excelente possibilidade.
  5. Muitas noivas gostam de oferecer lembrancinhas, portanto, se você não tiver orçamento para encomendar, avalie a alternativa de fazer artesanalmente.
  6. Não se esqueça da aliança de noivado. Mesmo que seja um modelo simples, é importante oficializar esse momento com o maior símbolo de união dos enamorados.

E lembre-se: o essencial é que o grande dia fique marcado por sorrisos e deixe todo mundo ansioso para o casamento que se aproxima.

 

Fonte: Je Online

Os 12 passos do altar



Não diga “sim” sem antes ler as dicas que selecionamos com tudo que existe de novidade para o casório

O anel perfeito
Há quem diga que um momento tão especial precisa de um anel perfeito, né? Para quem tá pensando em pedir a amada em casamento, vale investir em modelos personalizados – já pensou em mandar fazer? Ou então com um toque de requinte. “A tendência do ouro rosê nas joias e nos relógios chegou também às alianças, além da presença marcante do diamante negro junto com o diamante branco”, contou Andréa Bernardes, sócia da joalheria Manoel Bernardes.

Trends
“Os casamentos estão cada vez mais no estilo dos noivos, deixando de pensar no lado glamour para imprimir sua personalidade na festa”, explica Romina Ferreira, do atelier Crème de la Crème, especialista em casórios. Ainda de acordo com ela, as iniciais dos noivos nas mesas de doces e o quadro-negro são must-have do momento. “No quadro você pode colocar alguma informação sobre a festa ou criar uma parede desenhada para os convidados tirarem fotos”, explica. Vale investir também nos letreiros luminosos e na cortina de LED, que vai atrás da mesa de bolo. Já as flores ganham a companhia das plantas suculentas que estão nas mesas, nos arranjos ou até mesmo no buquê da noiva. Ah, e por falar um buquê, aposte na versões desestruturados. “Como se tivesse apenas juntado as flores com uma bela fita e ponto”, descreve.

Quanto mais alto, melhor!
Após uma temporada do naked cake, ou bolo sem cobertura – calma, eles continuam mas agora são estão mais refinados, mas para o casamento durante o dia, ok? –, o antigo bolo clássico, protagonista nos casórios e com várias camadas, volta a reinar absoluto. “Quanto maior, mais bonito. O todo branco é ideal para casamentos mais tradicionais”, comenta Bel Ornelas do blog Casando em BH.

Do jeito deles
Tendência que está cada vez mais tomando conta dos casórios são os mini weedings, isto é, recepções menores. “É uma celebração que tem mais a cara deles, para quem quer só comemorar a união com os amigos. Ela pode ser feita em uma praia, no restaurante…”, explica Paloma Horta da Rockstage Produções. O estilo dos noivos também se reflete no convite – que sai do tradicionalismo do alto-relevo e da cor branca – e até no buffet. “Já fiz casório com mesa de tacos, de brigadeiro gourmet sendo feito na hora e carrinho de picolés”, contou Romina Ferreira, da Casa com Créme. Ah, e o livro de visitas dos noivos? Já era! A moda agora é o painel de impressões digitais dos seus convidados e que você pode emoldurar depois.

#Noivafitness
Foco no vestido! Para entrar naquele modelo dos sonhos, a famosa dieta da noiva ganha ainda uma aliada: a academia. Apesar da corrida dos preparativos do casório, é preciso ter foco e se jogar nos exercícios que vão te ajudar a secar os quilinhos extras. “O ideal é que as noivas façam tanto o exercício aeróbio quanto o anaeróbio e esta soma, mais a energia gasta nas atividades vitais e cotidianas, dará o gasto calórico diário. A ajuda do nutricionista neste processo é de fundamental importância” conta Igor Ravaiani, coordenador de musculação da Bodytech.

Noiva bonita
Em uma época em que os casórios ao ar livre estão em alta, a pele da noiva está cada vez mais natural – um clássico, que, cá entre nós, nunca saiu de moda. “Olhos marcados com cores neutras dão expressividade, enquanto a boca em tons de rosa dá um toque mais delicado”, opina Raquel Rocha, maquiadora e visagista do salão Maison Rocha. Já os cabelos seguem também o estilo clássico e geralmente são presos. “O hit são penteados volumosos com fios desconectados e fora do lugar. Tranças e coques repaginados imprimem um ar moderno ao visual”, diz Rosângela Rocha, hair stylist e visagista do salão Maison Rocha.

Para eles
Se as noivas quase se perdem com a imensidão de modelos de vestidos, saibam que os noivos estão cada vez se distanciando do terno tradicional. De acordo com a empresária no ramo Flávia Murta, eles gostam de ternos diferenciados para que não fiquem parecidos com os padrinhos. “Estão sendo muito usados túnicas, meio-fraque e ternos mais elaborados. Para o dia, invista em cores mais claras, como o cinza, grafite ou bege”, sugere.

Casando lá fora
Nunca se viram tantos casórios à tarde, já reparou? “As noivas estão com mais coragem da sair da igreja, não pela crença, mas sim pelo lugar. O ar-livre favorece a fotografia, por causa da luz natural, e ajuda na decoração porque geralmente escolhem-se lugares mais verdes e bonitos”, conta Bel Ornelas. Se, por um lado, noivos optam por se casarem fora da igreja, do outro muitos casais preferem o destination wedding. “É uma cerimônia bem menor, realizada em lugares do Brasil e do mundo que tem mais a ver com a história e o estilo dos noivos que desejam estar rodeados de seus amigos e pessoas mais próximas nesse momento”, comenta Paloma Horta, fundadora da Rockstage Produções. De acordo com ela, Trancoso e Ibiza estão em alta para os casórios.

Lua de Mel
Tão importantes quanto a escolha do vestido de noiva, a lingerie e o kit para a lua de mel também estão entre as prioridades, e é por isso que muitas marcas criam linhas exclusivas para as noivas. De acordo com Juliana Moraes, da Água Fresca, a lingerie branca ainda é campeã e pode ser usada por baixo do vestido do casamento. Quer saber o kit básico? “Tem que ter a camisola, e algumas noivas fazem questão que elas sejam longas. Além dela, o conjunto de corselete completo com a meia. Sem esquecer a cinta-liga, com detalhe em azul, que dá longevidade aos casamentos”, disse.

E as madrinhas?
Personagens importantes nas cerimônias, as madrinhas geralmente seguem o protocolo exigido pelas noivas. Aqui, no Brasil, aos poucos está pegando a tradição dos EUA, em que as noivas exigem que todas adotem a mesma cor de vestido no altar. De acordo com Ana Flávia Castro, diretora da grife mineira Kalandra, casórios à tarde permitem que a madrinha invista em vestidos curtos bordados ou com rendas e tules. “Shapes sereias têm sido muito procurados. Os vestidos longos são escolhas certas quando a ocasião é mais formal, à noite”, comenta.

Pista cheia
Decidir qual vai ser o tipo de som da sua festa é uma dúvida cruel, afinal, tem que ter a cara dos noivos e agradar também aos convidados que querem dançar durante toda a festa. De acordo com Gustavo Dantas, da empresa Seu Show, hoje não se usam mais as tradicionais “bandas de baile”, e os noivos escolhem uma banda de repertório temático que seja do perfil deles – sertanejo é o mais procurado. Outra opção é unir banda + DJ. “Geralmente os noivos escolhem uma banda mais eclética e montam um cardápio musical com as canções essenciais para que ela toque durante a festa”, conta. No site seushow.com.br tem opções de músicos com estilos variados para escolher e ouvir.

Sem pose pro clique
Esqueça aqueles ensaios posados como manda o protocolo. A moda nos cliques nos casamentos é registrar cada vez mais momentos descontraídos e congelar a imagem do grande dia para guardar no álbum. “Prezo sempre fotos mais espontâneas. Você tem que estar observando o tempo todo e fotografando a emoção, sem forçar nenhuma situação dos noivos”, contou a fotógrafa expert no assunto Luiza Ferraz.

 

Fonte: O Tempo

Saiba o que é Elopement Wedding e como organizar o seu



Sem stress e com custo reduzido! Casamentos a dois valorizam apenas a intimidade e a emoção dos noivos

Já ouviu falar em Elopement Wedding? Uma tendência ainda pouco conhecida no Brasil, mas muito comum em diversos países, este conceito consiste basicamente em fugir para se casar. A ideia é escapar de todos os gastos e também do stress que envolvem os preparativos de uma grande cerimônia e casar-se na intimidade de uma cerimônia a dois.

Unindo a lua de mel ao casamento em si, o sonho adolescente de fugir para se casar com seu grande amor pode ser concretizado de forma emocionante. O conceito não se estende para fugas para Las Vegas onde o casamento pode ser realizado em uma das centenas de capelas que existem na cidade. Neste formato, a cerimônia é bem simples, com decoração intimista e sem convidados. Normalmente as noivas optam por viagens a cidades históricas, praias, casas de campo ou qualquer outro lugar que tenha um cenário bonito para as juras de amor.

O local, aliás, é a decisão mais importante neste formato de cerimônia. Procure um local que tenha o mínimo de estrutura para a troca de votos e que permita momentos de intimidade. Pontos turísticos e praias agitadas não são as melhores opções. Prefira locais mais afastados, restaurantes que possam ser fechados ou espaços abertos, em meio à natureza.  O casal não precisa vivenciar sozinho a experiência. Filhos, pais, um celebrante e um fotógrafo podem ser incluídos no pequeno casamento.

 

Fonte: Cláudia

4 questões financeiras para fazer antes de dizer “sim”



Além de decidir como será a divisão de bens, já parou para pensar quais são os planos futuros de vocês?

 

1.  “Vocês têm muitas dívidas?”

A decisão de saber se você vai usar o nome do seu futuro marido é um ponto de discussão, mas quando o assunto são as dívidas, as coisas mudam de figura. Então, ter certeza de que vocês conseguirão conter os gastos para não se afundarem em dívidas é extremamente importante. Não tenham medo de dividir a situação financeira um com o outro. Vai ser como arrancar um band-aid: na hora pode ser dolorido, mas nada como o alívio de tirar esse peso das costas.

2. “Quais são os seus planos com o dinheiro futuramente?”

Pode até parecer óbvio, mas muitos casais não fazem esse questionamento antes do casamento. Se você quer viajar o mundo ou ter filhos muito cedo, é importante começar a juntar dinheiro por agora. Mas se questione: essa é a vontade do seu parceiro também? Caso essas escolhas sejam muito diferentes, esse não é o fim do mundo e ninguém precisa cancelar o casamento. Vejam quem pode ceder um pouquinho nesse quesito e depois compensem em uma próxima situação.

3. “Vocês têm um fundo monetário de emergência?”

Desculpem a sinceridade, mas uma hora ou outra, vocês vão passar por algumas dificuldades financeiras e um dinheirinho guardado por ser mais que essencial neste momento. Tenham guardado um valor com o qual vocês podem viver seis meses sem precisar passar por dificuldades até conseguirem arranjar uma outra saída.

4. “Vocês querem bens conjuntos ou com divisão parcial/total?”

Essa é uma decisão muito pessoal e nenhuma das partes pode ficar chateada com a outra por ter uma ideia divergente nesse quesito. Tenham uma conversa sobre aquilo que seria mais saudável para ambas as partes e tenham em mente que a decisão pode nem sempre ser aquela que você esperava, mas com certeza será a melhor.

 

Fonte: Cosmopolitan

Sete coisas que convidados odeiam em casamentos



Ainda que sejam bastante planejadas, as festas de casamento podem acabar virando incovenientes para os convidados.

Veja a lista de dicas do site She Finds para que todos os presentes na celebração tenham ótimas lembranças.

1. Casamentos durante época de feriados ou de datas comemorativas.
Pode parecer uma ótima ideia casar no fim do ano ou até na Páscoa, mas isso pode estragar os planos de alguns dos seus convidados.

2. Não ser ‘open bar’.
Os convidados não gostam de pagar pelas bebidas, por isso é preferível oferecer ao menos cerveja, vinho, água e sucos.

3. Passar muito tempo entre a cerimônia e a recepção.
Os noivos precisam de tempo para tirar fotografias depois da cerimônia, mas nesse momento os convidados já podem petiscar e beber, e não ficar esperando os recém-casados.

4. Discursos longos.
Ninguém quer ficar sentado ouvindo discurso atrás de discurso. As pessoas querem se divertir.

5. Ficar sentado no sol, na chuva ou no frio.
Você pode sonhar com um casamento ao ar livre, mas lembre-se de que a meteorologia pode não cooperar. É preciso ter  alternativas para garantir que ttodo mundo esteja confortável durante a cerimônia.

6. Pouca comida.
Ninguém devia sair de um casamento com fome, por isso certifique-se de que há comida o bastante para os convidados. Se você não tem orçamento para garantir comida suficiente, convide menos pessoas;

7. Ser ‘forçado’ a se divertir.
Há convidados que simplesmente não querem dançar nem tirar fotografias divertidas, por isso certifique-se de que o DJ ou os seus amigos não forcem ninguém a participar dessas atividades.

Fonte: Notícias ao Minuto

New wedding: noivos apostam em novas tendências e garantem casamentos nada tradicionais



O casamento é um dos eventos mais tradicionais em todo o mundo. E, para quem sonha com o grande dia do “SIM”, a celebração festiva ao lado de amigos e familiares é indispensável. Mas, quem disse que a festa tem que seguir esse estilo tradicional?

Prova que isso tem mudado são os diversos casamentos inovadores que vemos por aí. À frente do Via Appia Festas e Eventos, a consultora de eventos Karen Scagliarini, conta que é cada vez mais comum a procura dos noivos por detalhes que garantam modernidade e criatividade ao evento, da cerimônia até a festa. “São tantos detalhes, que é possível inovar desde o convite, até decoração, itens da cerimônia e vestimenta dos noivos, por exemplo”, explica Karen Scagliarini.
Se você também vai casar e quer fugir do comum, papel e caneta na mão, para anotar as dicas da profissional!

Cerimônia: A começar pela cerimônia, muitos itens podem ser modificados, sem perder seu real significado. Um dos exemplo, é realizar a cerimônia no mesmo local da festa. Isso garante praticidade aos noivos e convidados e ainda permite a redução de gastos com a produção e decoração. “Aqui no Via Appia, por exemplo, já quisemos nos antecipar ao que entendemos ser uma necessidade e diferencial para os casais. Por isso, contamos com uma capela ecumênica localizada ao lado do salão principal”, conta Karen.

Damas de honra: Tradicionalmente falando, todos esperam a entrada das crianças para a entrega das alianças aos noivos. Uma mudança que é cada vez mais comum, é o casal optar por realizar esse ritual com os animais de estimação. “Já tivemos um casamento, em que os noivos optaram pelo cachorro; e o melhor, ele entrou caracterizado; foi um charme, todos os convidados adoraram e as fotos ficaram lindas”, afirma.

Decoração: Branco e verde são tonalidades que fazem a cabeça de muitas noivas, por serem neutras e transmitirem sofisticação. Mas, nada impede a criação de decorações de impacto com tonalidades vibrantes como vermelho, pink, roxo, laranja ou até azul. “As cores têm sido cada vez mais comuns nas decorações de casamento, e aparecem em detalhes como flores, lembranças, luzes do salão, bebidas, tecidos das mesas, entre outros”, explica a consultora.

Look dos noivos: Aproveitando que falamos em cores, outra tendência quando o assunto é casamento, é encontrar itens cheios de vivacidade, para completar os looks dos noivos. “No noivo, os detalhes podem aparecer na gravata, flores, cinto, sapato e lenços, Já para ela, os detalhes aparecem na make, joias, lingerie, sapatos e, principalmente, no buquê.

Convite: Papel? Não mais. Quem deseja inovar e surpreender os convidados, pode começar pelo convite. De opções como caixas de vidro, bolsas para ipad, cadernos para colorir e até mouse pads, por exemplo, o importante dos novos convites é servir de presente para quem os recebe. “Uma ideia incrível e supertecnológica é apostar em convites caixas, com TV’S acopladas. A ideia traz uma miniTV de LCD de quatro polegadas em uma caixa que, quando aberta, já aciona o vídeo. Essa foi a ideia da cantora Preta Gil para seus padrinhos”, conta Karen.

Lembrancinhas: Se a ideia dos convites é presentear quem fará parte deste momento, a das lembranças é presentear quem já fez. Depois de curtirem a noite juntos, nada melhor que entregar, aos amigos e familiares, algo que os faça lembrar sempre daquele dia. “Além dos tradicionais kits ressacas e chinelos, uma ideia criativa de presente são, por exemplo, quadros, já com fotos dos convidados com os noivos, feitas e impressas no próprio evento”, indica.

Tecnologia: E nada mais moderno que tecnologia. Pistas de danças com LED, projetores espalhados pelo ambiente, cabines de fotos, transmissões ao vivo das fotos feita na noite e até robôs são inovações cada vez mais comuns.

Comidas: Depois do finger food, a tendência é apostar no confort food. Sabe aquele cheirinho de comida da infância ou de um momento especial? Exatamente. Podemos dizer que essa nova forma de apresentar a gastronomia é trazer aquela receita (doce ou salgada) que foi especial ou lembra a casa da sua avó, por exemplo. Se é especial, nada melhor que ter ela em um dia como esse.

Bolo: Mesa de bolo tradicional? Nem sempre. Agora, o ideal é criar estações de doces, e apresentar o tão esperado bolo na pista de dança. “Nada melhor para agitar os convidados e chamar atenção para o corte e brinde tão esperados”, completa Karen Scagliarini.
Com tantas inovações, fugir daquela celebração tradicional vai ser mais fácil do que parece, não é mesmo?!

 

Fonte: Noivas e Noivos